Estou indo para o frio: O que levar?

Quem nunca se deparou com aquela dúvida de que roupa levar quando o destino da viagem é um lugar frio?

Sempre que viajo para esses destinos encho minha mala com diversas roupas e acabo usando quase todas juntas. Até para ir para Bonito no inverno, no Mato Grosso do Sul, levei uma bota de neve de tão friorenta que sou.

Só que é muito ruim ficar andando carregada de roupa e eu estava disposta a tentar uma alternativa nova. Foi aí que entrou a Fiero. Cansada das “mesmices” das conhecidas lojas de inverno eu queria me sentir bem vestida e aquecida com menos de três meias e três blusas térmicas e um casaco.

Daí veio o primeiro destino: Nova Iorque com previsão de temperatura negativa e neve. Teste de fogo, ou gelo, melhor dizendo. Uma bota com lã natural e uma meia comum, uma calça térmica de marca genérica, uma legging e uma calça jeans, uma blusa térmica extra warm de marca genérica, um cachecol de microfibra e o casaco mais lindo de todos vermelho, que aliás nesse momento eu pensava: não sei se ele vai esquentar, mas que ele é lindo e sairá lindo nas fotos…. ah isso é!!!!

@patymoreno8 – Central Park - NY

@patymoreno8 – Central Park – NY

Assim saí do aeroporto e congelei! Fato! Minha mão congelou de doer, pois eu havia esquecido a luva. Rs!Mas, para minha feliz surpresa, todo o resto bem aquecido. Quando coloquei a luva foi só alegria, exceto pelo meu nariz que aí não teve jeito né!

Como tínhamos poucas horas em NY, eu precisava de mobilidade e leveza para andar rápido, pois tínhamos que encontrar com uma amiga e comprar nossos celulares e ainda queríamos dar uma volta no Central Park e a bota (um número maior que o meu) estava extremamente confortável e quentinha. Mesmo! Que surpresa boa! Não amaciei a bota e ela ficou perfeita no meu pé.

@patymoreno8 – Central Park - NY

@patymoreno8 – Central Park – NY

Depois que pegamos o Iphone ele monitorou 9,5 km que se resumiram a 15.107 passos. Tudo super mega confortável. Que bom que não precisarei comprar a bota com aquecimento elétrico como eu estava pensando em comprar. Chegando no Central Park foi o momento de maior medo: muita neve.

@patymoreno8 – Central Park - NY

@patymoreno8 – Central Park – NY

O casaco, apesar de não ser impermeável, não ficou molhado. A neve se acumulava e de tempos em tempos eu dava uma batidinha no casaco e ele estava pronto pra mais um bocado de neve.

E a hora de tirar foto foi o momento da prova real se a luva touch screen funcionaria ou não. Acho que basta dizer que foram mais de cem fotos tiradas em uma hora de Central Park e que era possível brincar de bolinha de neve para saber que ela funcionoumuito bem.

Sempre bom lembrar que é muito importante proteger as extremidades como pés e mãos porque são as primeiras partes a congelarem.

@patymoreno8 – Central Park - NY

@patymoreno8 – Central Park – NY

Quantas vezes eu tinha deixado de registrar momentos legais porque não conseguia mexer no celular para abrir a câmera. E quanto tempo foi perdido para fazer rotas no Google Maps dentro de estabelecimentos quentinhos porque era impossível tirar a luva na rua. Difícil saber qual foi a melhor aquisição!

@patymoreno8 – Central Park - NY

@patymoreno8 – Central Park – NY

Em um momento do passeio quis caminhar na neve e a bota foi totalmente aprovada: sem umidade nem dedos congelando.

Depois disso eu já tinha certeza que eu ia tirar de letra Londres, pois de -6º C em NY eu estava indo para 13º C. Mas não podia me enganar: apesar de 13º C, a sensação térmica chegava a 4ºC e quando batia vento parecia que cortava a pele do rosto. Então minha roupa térmica e minhas botas foram indispensáveis por toda Londres, mas o cachecol, casaco e luva eram dispensáveis em alguns momentos.

@patymoreno8 – Great George St - Londres

@patymoreno8 – Great George St – Londres

@danielrjrj @patymoreno8 @cristinaugusto @vanessaap Sherlock Holmes Museum - Londres

@danielrjrj @patymoreno8 @cristinaugusto @vanessaap
Sherlock Holmes Museum – Londres

@patymoreno8 London Eye - Londres

@patymoreno8 London Eye – Londres

Ainda bem que o teste foi 100% aprovado, visto que depois desses lugares frios a viagem segue para Orlando, Bahamas e Miami e encher a mala com roupas de frio atrapalharia e muito a organização da mala, sem contar em excesso de peso.

Parabéns a Fiero pelos produtos e por garantir a qualidade deles. A parceria não poderia ter dado mais certo.

Novo desafio agora é aguentar esse frio todo com menos de três calças e evitar que meu nariz congele de alguma forma. Alguma sugestão?

Os modelos usados estão descritos abaixo e eu espero ter ajudado a muitas friorentas de plantão a otimizar espaço na mala sem sentir tanto frio:

  • Casaco feminio New York com detalhe cinto em lã – Cherry Red tam P;
  • Luva térmica feminina lisa touch screen em couro legítimo – cor café tamanho PP;
  • Bota feminina linha neve forrada em lã natural ref. 1572 tamanho 36.

Confere lá no site ou nas redes sociais vários outros modelos: www.invernofiero.com.br ou www.facebook.com.br/paginafiero ou @invernofiero

Cadastre seu e-mail e receba gratuitamente dicas e roteiros de viagens
Quero receber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail e receba gratuitamente dicas e roteiros de viagens
Quero receber