Viajando sozinho: descobrindo um novo universo

viajar sozinho

Viajando sozinho: descobrindo um novo universo

Ninguém tem dúvidas de que viajar com os amigos ou o(a) namorado(a) é uma experiência incrível. Poder compartilhar com seus melhores amigos os momentos mais marcantes de uma viagem é, sem dúvidas, algo para lembrar por toda a vida. Mas em algum momento você já pensou na possibilidade de viajar sozinho? Pois é, até o final do ano passado era algo que ainda não circulava em minha mente.

A idéia:

Para quem não sabe, em fevereiro deste ano, decidi fazer minha primeira viagem sozinho, e o destino foi o Chile, onde fiquei durante 23 dias. Mas de onde surgiu a ideia de viajar só e por que o Chile? Bem, tudo começou através do incentivo de um amigo, que já viajou desacompanhado algumas vezes.  Ficava imaginando várias coisas que poderiam dar errado: ser assaltado, passar mal, problemas com o cartão de crédito, perder os documentos, me perder em algum lugar; tudo isso fazia parte do meu medo de viajar sozinho.

Mas como vencê-lo? A primeira coisa que resolvi fazer foi conversar com quem já vivenciou essa experiência. Tenho amigos que já viajaram sozinhos para a África, a Europa e a Ásia. Então, o que fiz foi perguntar sobre a experiência de cada um, as dicas que poderiam me passar, o que levar, etc. Depois disso, tive a sensação de que não seria nenhum bicho de sete cabeças.

E por que o Chile? Basicamente por dois motivos: o primeiro é que sou apaixonado por natureza. Ao longo de minhas viagens, tive a oportunidade de conhecer um chileno que me passou várias dicas de lugares incríveis para eu conhecer. Falou com tanto entusiasmo de San Pedro do Atacama e da Patagônia que fiquei com muita vontade de visitar. E como teria muitos dias para viajar, vi que seria possível conhecer os dois lugares na mesma viagem. Já o segundo motivo foi pelo fato do Chile ser um país vizinho e próximo, dessa forma, conseguiria lidar melhor com meus anseios.

A decisão:

As minhas férias estavam se aproximando e eu ainda não tinha comprado a minha passagem. Certo dia resolvi ir ao cinema para assistir a “A vida secreta de Walter Mitty” (foi a inspiração que me faltava), um filme muito bacana que conta a história de um personagem quarentão que até então não tinha nenhuma história interessante e marcante de sua vida para contar.

No entanto, ele decide viajar sozinho atrás de um fotógrafo que havia lhe prometido a foto que lhe renderia a capa de uma revista, e, a partir daí, ele conhece lugares incríveis, como o Himalaia, por exemplo. Ao terminar o filme, saí do cinema com uma vontade enorme de viajar e explorar o desconhecido. Foi então que cheguei em casa e, num ato de impulsividade, comprei minha passagem! E hoje posso afirmar, com certeza, que não há nenhum arrependimento!

viajar sozinho

Foto retirada do filme “A vida secreta de Walter Mitty”

A experiência:

Refletindo hoje sobre a minha viagem, posso dividi-la em dois momentos: um extrovertido e um introspectivo. Acredito que uma das grandes vantagens de viajar sozinho é a capacidade de conhecer novas pessoas e fazer novas amizades. Quando você está só, vencer a timidez é um desafio. Alguns têm mais facilidade para se aproximar e conhecer alguém. Mas quando se está sozinho, uma força maior faz com que você vença essas dificuldades.

Em San Pedro do Atacama, tive a oportunidade de conhecer muitas pessoas, a maioria chilenos. Aconselho que aproveite para conhecer as pessoas enquanto toma um café da manhã no hostel ou enquanto faz um tour pelos pontos turísticos. Você verá que não é tão difícil quanto parece ser.

Os chilenos são muito receptivos e adoram os brasileiros. Pude perceber isso em San Pedro, uma cidadezinha que recebe muitos jovens. São pessoas de alto astral, amantes da natureza e que estão sempre em busca de novas amizades. No próprio hostel tive a oportunidade de me juntar a um grupo de jovens chilenos que me convidaram para curtir um luau em pleno o deserto.

Considero a segunda parte da minha viagem como o meu momento de introspecção. Sabe aquele momento em que você precisa de um espaço para refletir e pensar? A minha viagem até à Patagônia foi com esse intuito. Meu objetivo era chegar até o Parque Nacional Torres Del Paines, considerado recentemente como a oitava maravilha do mundo por uma pesquisa feita na internet.

Localizada no extremo sul do continente, a Patagônia, com seu clima frio, possui o cenário perfeito para uma viagem mais introspectiva. No parque, tive a oportunidade de fazer várias caminhadas e trilhas. Acampei sozinho, a milhas de distância da família e dos amigos. Esse é o momento para você pensar e refletir sobre as coisas mais importantes da vida, o que realmente importa e o que tem valor para carregar consigo para sempre.

Parque Nacional Torres Del Paines

Parque Nacional Torres Del Paines

Descobrindo o universo:

Essa foi uma viagem que me possibilitou abrir portas para novos conhecimentos e novas experiências: conhecer culturas, hábitos e costumes diferentes; poder vencer alguns desafios; enfrentar alguns medos; pensar, refletir e me tornar uma pessoa madura. Tudo isso me permitiu descobrir um universo até então desconhecido. Convoco cada um de vocês a explorar o seu próprio universo! Até a próxima!

Cadastre seu e-mail e receba gratuitamente dicas e roteiros de viagens
Quero receber

2 comentários sobre “Viajando sozinho: descobrindo um novo universo

  1. Beatriz Helena C. da Silva

    Olá, tenho vontade de viajar sozinha. Mas tenho receio pelo fato de ser mulher e ainda por causa de assaltos, roubos, etc. Coisas ruins que passam pela cabeça. o que vc sugere para enfrentar o desafio? Obrigada pelas idéias, dicas. Excelente site!

    1. Trip Addicts

      Olá! Recomendaria cidades mais seguras para você ir perdendo o medo. Que tal Gramado e Canela? O Povo lá é super educado e a cidade é super tranquila. Sempre bom tomar alguns cuidados básicos, como avisar ao parentes onde está indo. Andar com uma doleira e cópias de documentos. Evitar lugares mais perigosos e evitar de circular durante a noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail e receba gratuitamente dicas e roteiros de viagens
Quero receber